Monday, April 09, 2007

home?

anywhere with you I knew I was home*

é engraçado a quantidade de coisas que nos podem passar pela cabeça. quando se cria espaço e tempo para elas. quando não há tempo de mãos dadas, de sorrisos trocados no meio de beijos. pensa-se no bom real, no possível. pensa-se no mau sempre possível, sempre à espreita de um passo em falso. mas eu tento sempre manter-me no caminho certo. passo a passo. dia após dia. com esperança que o nosso destino seja o mesmo. caminhando devagar ou depressa, sempre só soubemos caminhar ao nosso ritmo. lembras-te? o nosso tempo era certo. certo um pelo outro. batíamos com a mesma frequência silenciosa do nosso maior segredo. a forma como fomos criando o nosso lar de certezas. agora os relógios param cedo. não há tempo para o nosso tempo. há só tempo de pensar e de sentir. saboreio cada palavra tua que me consigo lembrar, cada momento nosso. os sorrisos que despertas em mim. sabes as nossas mãos, amor? também tu me completas da mesma maneira. tu, meu encaixe perfeito. escolho-te a ti, amor. escolho-nos a nós. sempre.

*belong. remy zero

3 comments:

xary said...

no wonder home is a four-letter word. it fits right in with love. :)

beijo grande *

Sophia said...

Encaixe perfeito. Será certamente, percebe-se pela perfeição com que o descreves!

;) Baci

borrowing me said...

à vinte e oito anos que procuro a minha casa...