Thursday, November 16, 2006

lucky ones

porque no final do dia, era o sorriso dele que ela gostava de recordar. a maneira como ele a olhava. como ele a via. ela lembrava os beijos dele na sua pele. o seu toque. ela sabia as coisas que apenas se sabem. porque quando era chegada a vez dela de sorrir, de o olhar, de o beijar, de o tocar, ela sentia todas essas coisas. ela sorria porque estava feliz. era feliz por tê-lo perto dela. e olhava-o sempre daquela maneira. adorava olhá-lo. adorava ver os vários tons que os olhos dele podiam ter. os vários sorrisos. as várias expressões. quando ele olhava para ela, ela sentia-se observada pela primeira vez. era como se ela ainda a tivesse a descobrir. sentia-se nua. transparente. um dia tiveram ideias a dois. ele e ela. construiram imagens. construiram fantasias. a pele arrepiada por olhos intimidadores e confiantes. como saber a diferença? amor nas pontas dos dedos ou guardadas na boca. porque um dia perceberam que se amavam. e tinham milhentas formas de expressar esse amor. ela achava que eram sortudos. que era assim que devia ser.e tinham ideias a dois. tinham histórias com sorrisos. tinham abraços com beijos, onde se ouviam palavras sussurradas. um dia, ela perguntou-se se os amanhãs seriam sempre hojes. perguntou-se de que matéria iriam eles construir as suas ideias. ela olhava-o. e ele ocupava a mente dela. seguiu-se dois ou três beijos. porque um era sempre pouco. seguiram-se dias e dias. e eles continuavam a ser sortudos. ainda se olhavam. ainda procuravam um pelo outro. na descoberta que não tem fim.


4 comments:

xary said...

luck, just like everything else, is in the eye of the beholder. ;)

mas sim acho que ele e ela são lucky ones. e enquanto assim se (re)conhecerem e nos olhos de cada um encontrarem os sonhos que constroem a dois todos os dias, a sorte continuará. e o amor também.

beijo grande * :)

all is well.

eli said...

são uns sortudos concerteza. procurar sempre algo, descubrir sempre algo que causa entusiasmo, gostar daquelas coisas que estão sempre ali...o amor faz destas coisas, pensar num futuro risonho.
;o) beijinhos

cosmic girl said...

É tão bom estar apaixonado :P Que sorte a "deles"! Só de os ver sortudos também me acho uma sortuda em presenciar algo tão descrítivel e indescrítivel ao mesmo tempo..curioso nao é?

kisses*********

joana said...

(peço imensa desculpa, mas desde a aula dos blurbs nc mais consegui ler os teus posts sem imaginar a reação da monica - calculo que ainda te lembres...)

****************************************