Friday, January 15, 2010

a vida #13

depois de teres passado cerca de 7 horas na mesa especial que te estava finalmente reservada, ainda tivemos de esperar pouco mais de 2 horas para te vermos. não ficámos muito tempo, que tu nem davas por nós. mas fomos lá ver-te. uma pessoa de cada vez. regras são regras e quando entrei, olhei para tudo. para o tubo grande que te saía da boca, tinhas outro mais pequeno que saía do pescoço, vi os vários sacos pendurados na tua cama e investiguei todas as máquinas. tinhas o batimento cardíaco a 83. tinhas 3 máquinas daquelas com seringas, que já tinha aprendido na tua outra operação que são os medicamentos que estás a fazer. deve ser o tal analgésico fraquinho do que o enfermeiro nos tinha falado. fui depois observar-te do outro lado. tinhas um penso grande no pescoço, foi onde te abriram e onde foi também a fase final. onde eles acabaram tudo. e enquanto observava a parafernália de coisas que te cercavam, dei por mim a sorrir muito profundamente. estavas ali rodeado de coisas para manter o teu organismo em funcionamento e só sentia um orgulho enorme de ti. um orgulho enorme pela força que tens tido. e enquanto uns diziam "coitado", nem a tua boca meia aberta e torta para suportar o tubo da ventilação me fez ter pena de alguma coisa, só mesmo orgulho. e só queria ficar ali a sorrir ao pé de ti. até que me lembrei que não faço ideia se as pessoas sob anestesia geral e/ou sedativos sonham. é que se não sonham, deves ter apanhado uma grande seca.

5 comments:

xary said...

yup, orgulho acho que também é o sentimento que define aquilo que, apesar de ser espectadora mais distante, sinto em relação a este assunto de momento. em relação a vocês.
lembro-me bastante bem do sorriso infinito do teu pai ao almoço naquele fim-de-semana em que dormi em tua casa. algo que não esperaria ver, numa fase daquelas. mas agora lembro-me ainda mais desse Sorriso. :)

*** [ ]

joana said...

parabéns!

que continues a sorrir por 2010 adentro :)

****

Ana Oliveira said...

Envio um sorriso meu para ti e para o teu pai. É simbólico.

Tati said...

:)

Tati said...

Keep on smiling...
I keep on hoping the best for you.:)