Sunday, July 11, 2010

let's ride the wave, where it takes us.

ver os pearl jam é mais do que assistir a um concerto. é saber que algures nos próximos minutos, vou sentir aquele nó na garganta que parece despir-me o coração. ontem à noite, esse nó chegou assim que eles entraram no palco. os primeiros acordes de release começaram a soar pelo ar e eu comecei a sentir lágrimas na cara. era isto. era este o momento que eu tinha esperado nos últimos meses. aquele momento em que o meu coração se despia enquanto eu gritava bem alto "oh, dear dad" mais alto do que eu pensei que poderia gritar. não sei muito bem quantas vezes chorei ao longo do concerto. mas, garantidamente, ouvir o eddie a falar em "último show" não ajudou muito. todo o tom de despedida do concerto foi algo que eu não esperava, tal como houve músicas que eu também não esperava e outras que gostei muito de ouvir. mais do que uma "apresentação" ao novo álbum, o concerto de ontem foi buscar tesourinhos há muito arrumados na gaveta. não vi grande coisa do palco, estamos a falar de milhares de pessoas que ali estavam. quando público era filmado tinha-se bem noção do mar de gente, facto também comprovado pelas muitas vezes em que o eddie colocava a mão sobre os olhos para exprimir a imensidão do seu público.
tenho um grande defeito em concertos: quando estou realmente a gostar da música, do ambiente, de tudo, tenho muito a mania de fechar os olhos. e ontem acho que os fechei em quase todas as músicas, sendo obrigada a lembrar-me que esta poderia ser a última vez que os "veria" em muito tempo.
sei que entrei no alive com uma motivação em nada comparada com o que senti quando sai do recinto. se entrei cheia de vontade de ver/ouvir a banda do meu coração, sai com um novo nó garganta e com muito receio de não os tornar a ver mesmo durante muito tempo.
da minha parte, este concerto triste até calhou bem. veio concordar com os meus estados de espírito.


2 comments:

Cátia B. said...

como te compreendo, senti o mesmo.. *

sahara said...

mais do que ver e ouvir, importa sentir.
é um até já, prolongado desta vez, mas ainda se vai ouvir muito deles. :)

[ ] *