Saturday, February 16, 2008

#23

Soltou o cabelo que continuava a trazer atado em casa. Linda. Pousou o livro que teimava em pegar todas as noites antes de dormir. Linda, pensou ele. Tão linda como o dia em que a beijou há mais de dez anos atrás. Não, mentira. Mais linda agora que lhe sabia as manias de cor. Os hábitos rídiculos que nunca perdera. Ela rodou sobre si para descobrir uma posição confortável na cama que aprenderam a partilhar e que não trocariam por nada.
- Ainda me gostas? - perguntou ela, quebrando o silêncio. Típico.
- Claro. Sempre mais. Anseio-te quando não te tenho e quando te tenho nunca me és suficiente. Gosto de te saber escorregadia e minha.
- Escorregadia? - já sem esconder um sorriso.
- Sim, pois não és minha. Escapas-me pelos dedos todos os dias com essa certeza que tenho. Mas é quando respondes ao meu amor tão prontamente que te sei mais minha que tudo o resto. É estranho, talvez. Mas adoro saber poder sempre chamar-te para mim. E amo saber que virás.
Ela sorriu.
- Sempre foste um tolo.
Ele sorriu. Já sabia o tamanho do sentimento por detrás desse tipo de palavras que trocavam entre si.
- E tu? - foi a vez dele.
- Eu... És tudo o que não sou. Nunca fui e, possivelmente, nunca serei. É assim que te vejo, como a outra metade de mim. Um outro eu. Um mundo por descobrir, com um mapa que pareço trazer dentro de mim e que sei de cor instintivamente. Conheço-te à distância, pelos teus movimentos. Podiam até vendar-me os olhos que te reconheceria pelo toque já entranhado na minha pele. Estás impresso em mim, até ao fim.

Boa noite.

9 comments:

joana said...

chiça...

muito bom mesmo! amei!

bjos*****************************

Danny said...

"Anseio-te quando não te tenho e quando te tenho nunca me és suficiente. " Palavras de um amor maduro e profundo. Credo, quem e que nao queria ouvir palavras destas?
Adorei, mesmo.

anokas said...

beautiful.

xary said...

desarmante. o texto. e a tua escrita. not enough praise for you. :) diz que o lado bom do amor também serve de inspiração. ;)

beijo grande * [ ]

telma said...

ou muiro me engano ou é dos teus melhores textos.
parabéns, *

tati said...

wow. tavas inspirada. muito bom! nao percas o dom da escrita.;)

Cláudia said...

Sempre que te leio as palavras fogem-me e só fica a emoção. Em estado bruto.

***

Sari said...

"quanto mais te tenho, mais te quero"... foi do q me lembrei.

muito lindo so dona! obrigadinha por este momento, sim? =P

*beijo grande!

MalucaResponsavel said...

Muito bem escrito.mesmo.bj